SCIC | @ MILANO DESIGN CITY 2020


21 DE SETEMBRO, 2020 | SEPTEMBER 21ST, 2020


28 DE SETEMBRO A 10 DE OUTUBRO, 2020

MILANO DESIGN CITY

Encontro com o Artista e Curador: 9 de Outubro, 2020. 15h00-19h00

Curadoria de Irene Biolchini em colaboração com Stylnove

_

SEPTEMBER 28TH TO OCTOBER 10TH, 2020

MILANO DESIGN CITY

Gathering with the Artist and Curator: October 9th 2020, 15h00-19h00

Curator: Irene Biolchini, in collaboration with Stylnove


Por ocasião do MILAN DESIGN CITY 2020, a SCIC renova a estreita colaboração entre os melhores artistas da cena contemporânea Italiana e do mundo do Design, apresentando a exposição Atlantis de Alessio Girolamo.

O projecto SCIC, com curadoria de Irene Biolchini, leva adiante um ideal de ‘contágio’ de inovação para o setor, desenvolvido a partir de 2019, quando a empresa de Design lançou um conceito nacional para chamar a si os

melhores artistas Italianos a dialogar com a excelência do mobiliário.

_

By the occasion of MILAN DESIGN CITY 2020, SCIC renews its collaboration with the finest artists of the Italian contemporary scene and the world of Design, presenting the exhibition Atlantis from Alessia Girolamo.

SCIC Project, with the curator Irene Biolchini, brings forward an ideal of innovation by contamination for the sector, developed from 2019, when the Design company started a national movement, calling in the best Italian Artists to

open a dialogue with the furniture excellence.





Os eventos programados nas instalações da SCIC na Via Durini 19, a partir do próximo dia 28 de Setembro, não se tratam de simples exposições, mas antes de intervenções conscientes em Ambientes de Design, para que a Arte viva na dimensão doméstica e no interior das nossas vidas.

Atlantis acompanha o público na descoberta de espaços renovados, onde a SCIC expõe o modelo Canossa para a Estação 2020/2021. A cozinha escolhida relembra a importância da história e de ambientes evocativos para criar ligações entre o que cada dia representa o belo e o caloroso e eficaz artesanato Italiano. Também nesta renovação, a SCIC procura aliar Arte e Design com linhas contemporâneas e clássicas, confirmando a capacidade única da

marca em criar estilos ecléticos, sem nunca perder de vista a funcionalidade dos Ambientes.

O caminho traçado pela SCIC envolveu no passado artistas como Paolo Gonzalo (1975), Alessandro Roma (1977) e Silvia Camporesi (1973). Só poderia ser projecto de Alessio de Girolamo dar continuidade a esse caminho que une Arte e Ambiente Doméstico. Para o Projecto Atlantis, de facto, o Artista expressou toda a emoção resultante no silêncio do confinamento. Uma minimalização sensorial que Alessio de Girolamo experimentou através dos sons da vida natural e da paisagem sonora da cidade, que emergiu como um continente esquecido, preenchendo a Arquitectura e as nossas vidas.

É o canto deste quotidiano submerso que atrai o Espectador e o seduz, dentro dos Ambientes da SCIC. É aqui que a janela se torna no diafragma vibrante desta instalação sonora, que pode ser utilizada numa dupla relação acústica. A linearidade do tempo é dobrada pelo som cíclico, uma recordação capaz de transformar até mesmo o espaço que nos rodeia. Um espaço que é consistente e sólido, graças à exposição SCIC em que detalhes em madeira, cerâmica, pedra, mármore, bronze e metal, valorizam a inventividade e o sentido prático do Homem. Neste

jogo de referências, o ambiente expositivo deixa de ser um simples espaço comercial, e passa a ser um espaço de viver e de criar, com funcionalidade e referências da melodia do quotidiano.

Justamente por isso, a estruturação de um elo entre o perceptível visual e o perceptível sonoro sustenta a instalação Atlantis.

A contrapartida visual desta intervenção arquitetónica é a massiva pintura mural criada pelo artista, inspirada na série BUGS, em que uma série de figuras de papagaios "habitam" a parede da partitura. As formas dos papagaios emergem das interrupções da parede da página, como formas fantasmagóricas que parecem fraturar a regra estrutural do pentagrama, assim como os papagaios infestantes que viveram a cidade nos dias do seu aparente silêncio. Próprio do silêncio que antecede a palavra, concentra-se a grande inscrição em cerâmica (criada em

colaboração com Stylnove) e onde se lê LANGUAGE.

É aqui que a arte de Alessio remonta a uma época antiga, anterior à linguagem, antes de o homem domesticar o som da palavra: uma época em que a imaginação infinita dos homens se expressava por meio de formas não codificadas e reconhecidas. Suspensos neste tempo, domamos o desconhecido: a escrita torna-se prato, objeto, quotidiano. Voltemos ao ponto de partida: o mistério surge e seduz-nos, na Arquitetura, nos Interiores, nos Objetos.

Para que o surgimento do desconhecido não nos assuste, mas que antes saiba como seduzir-nos e abrir novos mundos imaginários.

_

The programmed events in SCIC Showroom in Via Durini 19, starting from September 28th, are not just simple exhibitions, but conscious interventions in Design ambiances, so that Art lives in the domestic dimension and within our lives.

Atlantis accompanies the Audience in the discovery of renovated spares, where SCIC exhibits Canossa Model for the Season 2020/2021. The selected kitchen reminds one of the importance of history and evocative ambiances, that generate connections between quotidian representations of the beautiful and the warmth and efficiency of the Italian craftsmanship. Also in this renovation, SCIC searches to ally Art and Design with contemporary and classical

lines, confirming its unique capability of creating eclectic styles, without ever losing sense of functionality.

The path drawn by SCIC involved artists such as Paolo Gonzalo (1975), Alessandro Roma (1977) and Silvia Camporesi (1973). Alessia de Girolamo could only participate, continuing that path that unites Arte and Home Ambiance. In fact, for the Atlantis Project, the Artist expressed all the resulting emotion from the silence of the confinement. A sensorial minimalisation that Alessia de Girolamo experimented through the sounds of natural life and the city’s musical landscape, that emerged as a forgotten continent, filling the Architecture and our lives.

It is the sound of this submerged quotidian that captivates and seduces the Spectator, within SCIC Ambiances. It is here that the window becomes the vibrant diaphragm of this sound facility, that may be used in a double acoustic relationship. The linearity of the time is bended by the cyclical sound, a memory able to transform even the space that surrounds us. A space that is consistent and solid thanks to SCIC exhibition, where the details in wood, ceramics, stone, marble, bronze and metal value the inventively and the practicality of the Human Being. In this

game of references, the exhibition space is no longer a simple commercial space and is now a room to live and create, with functionalities and references of the day-to-day melody.

Because of that, the structuration of a link between the visual perceptible and the audible perceptible sustains Atlantis installation.

The visual return of this architectonic intervention is the massive mural painting created by the Artist, inspired in BUGS series, where a group of parrot figures dwell the walls of the musical score. The parrot figures emerge from the interruptions of the page wall, like phantasmagoric figures that seem to break the structural pentagram rule, like infesting parrots that lived in the city during the days of its apparent silence. Like the silence that precedes the word, concentrates a big inscription in the ceramics (created in collaboration with Stylnove) and where one can read LANGUAGE.

It is here that the art of Alessio recalls an ancient time, before language, before Man domesticate the sound of the word: a time where Man’s infinite imagination expressed itself by forms un-codified and recognisable shapes. Suspended on this time, we dominate the unknown: the writing becomes plate, object, quotidian. We go back to the starting point: the mystery arises and seduces us, in the Architecture, in the Interiors, in the Objects. So that the

emergence of the unknown does not frighten us, but so that knows how to seduce us and open us new imaginary worlds.


SCIC%20-%20Logo%20Transparente%20Aumenta
SCIC PORTUGUESA, LDA.

Av. Infante D. Henrique, 333

1800-258 | Lisboa - Portugal

T. (+351) 213 527 603  - M. (+351) 960 373 657

scic@scic.pt

INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER
2020 SCIC PORTUGUESA, LDA.
|
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Pinterest - Círculo Branco
icone-youtube-branco.png
Logo italia branco.png
Lupa.png
SCIC%20-%20Logo%20Transparente%20Aumenta